Seminário discute inovações nos formatos de captação e gestão de recursos de projetos culturais

“Infelizmente, no Brasil, a maior parte dos projetos culturais e sociais depende 100% de leis como Rouanet e, quando estas mudam, fecha suas portas por falta de recursos”. Esta afirmação é da proprietária da Dearo Marketing São Paulo, Fernanda Dearo, que estará em Fortaleza no próximo dia 21 para participar do I Seminário Cearense de Captação de Recursos para Produtores Culturais, ONGs e Artistas. O evento, que acontecerá no Museu da Fotografia, reunirá, além dela, outras profissionais que atuam no meio para apresentar oportunidades que vão além das leis de incentivo para profissionais e artistas no Ceará. Fernanda Dearo já participou de projetos de impacto nacional como a Fundação Cafu, o Instituto Tomie Ohtake, ações sociais do Restaurant Week, entre outros.

A iniciativa é fruto da união das empresárias Fernanda Dearo, uma das líderes no país na realização de projetos de captação de recursos, da Dearo Marketing São Paulo e Ivina Passos, especialista em Terceiro Setor, produtora cultural, gestora do Instituto CDL e sócia-proprietária da Ato Marketing Cultural. Contará também com a participação de Mônika Vieira, jornalista, gestora de reputação de marcas há duas décadas no mercado cearense e proprietária da Inspira! Comunicação e Marketing e Jailma Rodrigues, especialista em Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social – CEBAS.

“O encontro tem como objetivo promover os temas de forma conceitual e prática, permitindo aos participantes que incluam em seu dia-a-dia hábitos e ensinamentos que facilitem o processo de captação de recursos e patrocínios, mesmo com as mudanças da Nova Lei de Incentivo à Cultura, antiga Lei Rouanet”, analisa Fernanda Dearo. “Queremos provocar um processo de mudança de comportamento, comprovando que produtores, artistas e ONGs podem entender e implantar, de maneira descomplicada, a captação de recursos e que não dependem de uma só fonte”, completa Ivina Passos.

Projetos culturais e sociais, muito além das leis

 “As leis, sem dúvida, permitem que empresas e entidades ampliem sua atuação na comunidade, cumprindo com seu papel social e evidenciando seus valores. Mas hoje existem mecanismos e formas de captação ainda mais inovadoras e efetivas”, analisa Jailma Rodrigues.

“Investir em projetos culturais, sociais e ainda relacionados à saúde e ao esporte é uma das formas mais reconhecidas de engajamento social, causando impacto positivo na sociedade e na sua imagem”, indica Mônika Vieira. “Contudo, não se deve pensar em fazer investimentos nas áreas culturais e sociais apenas pelo retorno de imagem. Ao contrário, isso não é bem visto se a empresa não tiver uma política constante de responsabilidade social com seus outros públicos”, alerta.

Programação do Seminário:

1º Seminário Cearense de CAPTAÇÃO DE RECURSOS para Produtoras Culturais, ONGs e Artistas

Data – 21 de maio

Hora – 9h às 12h30

Local – Museu da Fotografia Fortaleza – Rua Frederico Borges, 745

Inscrições – https://www.sympla.com.br/1-seminario-cearense-de-captacao-de-recursos-para-ongs-produtoras-culturais-e-artistas__514105

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *